Promovendo seu projeto musical

Promovendo seu projeto musical

10 passos para chamar a atenção do público

Se você tem um projeto musical e quer chamar a atenção do público e dos programadores de casas de shows e festivais é fundamental que saiba comunicar. O primeiro passo é ter claro quais são as ideias principais e a quem se dirige para “vender” sua proposta. Em 10 passos muito simples te mostro o que você deve contar sobre o seu projeto e como elaborar um material promocional básico.

1- Elaborar um release

É a carta de apresentação de um músico, que além de um design atraente deve ter um conteúdo bem escrito. A biografia deve ser resumida, destacando os melhores pontos, o tipo de música que faz, quais são as influências, se tem discos gravados e as informações mais relevantes. É importante contar sua trajetória, se fez shows importantes, festivais e se tocou com alguém reconhecido musicalmente. Não inclua mais fatos do que os estritamente necessários!

2- Criar uma Logo

Seu nome e sua marca devem transmitir visualmente os conceitos do seu projeto. Você pode usar seu próprio nome como artista ou crear um que seja coerente com suas ideias. Uma vez com o nome claro, contrate um design para desenvolver sua logomarca. A importância da logo é que reflita a identidade da proposta em todo o material promocional.

3- Ter fotos de boa qualidade

É o momento onde você mostra ao seu público qual é seu estilo. Tão importante como uma logo, uma boa fotografia revela a personalidade de sua música e você tem que conseguir contar uma história através de uma imagem. O ideal é que contrate um fotógrafo profissional e tenha sempre as imagens em alta resolução.

4- Audio bem gravado

Ter uma gravação em boas condições é algo que me parece óbvio se tratando de quem trabalha com música, mas já recebi péssimas gravações que só contam pontos negativos pra uma banda. Lembre-se de que se quer ser tratado como profissional precisa ter um material bem feito, bem gravado, com uma boa mixagem e masterização.

5- Ter um canal no Youtube

Os vídeos na Internet crescem exponencialmente ano após ano e estudos revelam dados como: em 2019, 80% do tráfego da Internet será através de vídeos on-line. Percentuais como esse mostram que agora é essencial que se produzam vídeos para se comunicar com o público.

Além disso, vivemos em uma cultura visual onde as pessoas querem ver os rostos dos artistas e a maneira como eles se expressam, ou seja, quanto mais elementos apontando para uma mesma direção melhor. Eu recomendo que se  tenha um canal no Youtube por ser a plataforma de vídeo com mais inscrições e porque tem sido um poderoso aliado no início de muitas carreiras de sucesso, mas existem outras plataformas como Vimeo, Dailymotion e outros, dependendo das suas preferências.

Os vídeos com performances ao vivo servem para que realmente se conheça o trabalho de um grupo ou artista e a imagem dos músicos é de grande importância como elemento promocional.

 6- Ter um site

Sei que muitas pessoas pensam que ter um site está fora de moda e eu não concordo! Em seu site você pode juntar todo o seu conteúdo: músicas, fotos, vídeos, bio, etc. Neste espaço você pode vender seus produtos, você pode criar um espaço de notícias, centralizar os seus e-mails de fãs, além de funcionar como uma carta de apresentação que aumenta o nível de confiança no seu trabalho.

7- Distribuir as músicas em plataformas digitais

Depois de uma década de declínio, a indústria da música gravada está se recuperando e gerando uma receita (ainda que pequena) em plataformas digitais. Hoje podemos vender nossa música ou torná-la disponível para streaming. Você tem que deixar seus fãs encontrarem a sua música onde quer que eles queiram e por isso eu recomendo que você disponibilize em plataforma como Spotify, Deezer, Google Play, iTunes, Rhapsody, Youtube, entre outros. Pense que quanto mais difundida sua música, mais fácil de ser encontrada e de chegar ao público.

8- Criar uma fan page no Facebook

Não é novidade que o Facebook é a rede social mais popular, com mais de um bilhão de usuários ativos em todo o mundo. Ter uma Fan Page te garante visibilidade para que seu conteúdo atinja diretamente seus fãs e eles possam compartilhar suas atividades. Criar uma página é gratuito e fácil, clique aqui para fazer isso agora mesmo.

9- Ter uma conta no Instagram

O Instagram é uma ferramenta para gerar conteúdo e um canal onde você pode se conectar com seus fãs. É necessário que otimize o seu perfil da melhor maneira e que fique clara a identidade da sua música e a comunicação com o seu público.

10- Estar no Twitter

O Twitter permite compartilhar e criar conversas com seus fãs direta e instantaneamente. Eu recomendo que você escreva com frequência sem ser pesado, sempre trazendo algo criativo. Marque sua presença ali! Não se esqueça de responder ao seu público, porque a comunicação não pode ser unilateral!

Em minha opinião, esses passos são só um começo para um plano de comunicação que pode incluir a imprensa, rádio e várias outras formas de promoção que costumamos fazer.

Será que música é o seu negócio? Te dou 10 motivos para não viver de música e você decide.

Sobre o Autor

Nathy Faria

"Nathy Faria é emprendedora à frente da La Otra (Agência de soluções criativas no ecossistema musical), cantora e compositora, com formação em jornalismo (UNI-BH, Brasil), música (Universidad de Évora - Portugal), mestrado em Economia Criativa y Gestão Cultural (Universidad Rey Juan Carlos - Espanha). Ao longo de 15 anos na música e sua experiência internacional, a artista participa de feiras internacionais como FIM (Guadalajara, MX), Midem (Cannes, FR), Porto Musical (Brasil), entre outras. Atualmente, mora em Madrid onde desenvolveu uma metodologia exclusiva de coaching para empreendimentos criativos e musiciais e acaba de ganhar um prêmio de inovação pela "Factoria Cultural" com a plataforma da La Otra.

Deixe seu comentário